Fadas no Divã

Fadas  no Divã – Psicanálise nas histórias infantis

Diana Lichtenstein Corso e Mário Corso

Editora Artmed, 326 p., 2006.

livro_fadas

“Uma infância são ânsias.”  Marilene Felinto

Escrito por um casal de psicanalistas, pais de duas filhas, este texto denso, repleto de informações, em sua primeira parte descreve e analisa as principais histórias infantis clássicas. No momento intermediário, se debruça sobre a obra de Bruno Bettelheim, o autor clássico que primeiro estudou as histórias infantis sob o ponto de vista da psicologia de seus personagens e suas relações. Na segunda parte, descreve histórias modernas selecionadas com o mesmo critério dos contos de fadas escolhidos.

O grande mérito dos autores consiste em transformar uma análise técnica em um texto atraente e interessante, mesmo para quem não é psicanalista ou não está habituado com os textos da área, sendo uma ferramenta importante para entender a psicologia infantil, interpretada por personagens consagrados que vão desde Chapeuzinho Vermelho, Patinho Feio, Cinderela, Bela Adormecida, Barba Azul, até Turma da Mônica e Harry Potter, para citar apenas alguns dos tantos abordados.

Cinderela-3

São descritos os relacionamentos entre os diferentes personagens, seus comportamentos, o contexto histórico onde cada história surgiu, as possíveis mensagens daquela época, as transformações e versões que as histórias foram adquirindo com o passar do tempo, onde literalmente “passam pelo divã” cada um destes ídolos infantis. Nesta sequencia, são apresentadas as atitudes assumidas nas histórias pelos personagens e seus vínculos com as atitudes verdadeiras que as pessoas apresentam no seu cotidiano.

Snoopy_and__boy_scouts

Neste contexto, vai traçando muitos ensinamentos para a compreensão do pensamento infantil, suas atitudes e posturas, construção da personalidade e relacionamento com o mundo adulto. Já não é propriamente um livro novo, posto que foi escrito há sete anos, mas muito atual e uma ferramenta muito importante para qualquer educador, principalmente escotistas que tanto lidam com o imaginário infantil, suas angustias e  felicidades.

winnie the pooh

About mrvolkweis

Escoteiro no Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS.

Posted on 1 de Março de 2013, in Filosofia do movimento and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: