Grupo Escoteiro Regular

certif funcio 4

Este artigo é destinado a informar aquelas pessoas que procuram um grupo escoteiro para participar do movimento, ou inscrever seus familiares. Os Escoteiros do Brasil emitem com validade de um ano, o documento que torna o grupo escoteiro legal.

A regra é baseada no Artigo 8°., da Resolução 04/2012 do Conselho de Administração Nacional e diz que para que um Grupo Escoteiro seja reconhecido e, em consequência, lhe seja emitido o “Certificado de Autorização de Funcionamento Anual”, deve congregar pelo menos: 2 (duas) seções (são quatro, a saber: lobinho, escoteiro, sênior e pioneiro), efetivo total mínimo de 20 (vinte) associados registrados no ano em curso – sendo, dentre eles, pelo menos, 1 (um) escotista por seção – 3 (três) dirigentes e, 3 (três) membros da Comissão Fiscal, eleitos na forma estatutária.

Ora, se precisa pelo menos 8 adultos, conforme descrito acima, a quantidade mínima de jovens é 12 integrantes. Cada grupo legal recebe o seu certificado e deveria estar exposto na parede da sede, em local bem visível.

Além disso, cada membro do escotismo recebe sua Credencial Escoteira Individual, que também vale por um ano e um distintivo para usar no uniforme, que representa esta regularidade.

Assim, como quem anda pilchado não necessariamente seja gaúcho, ou ligado ao MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho), o fato do indivíduo usar um uniforme escoteiro não significa que ele ou o grupo sejam escoteiros ou estejam regularizados. O que garante isto e separa os clandestinos é exatamente o fato de estar filiado a organização nacional (União dos Escoteiros do Brasil, ou somente Escoteiros do Brasil), que por sua vez está filiada a organização mundial (WOSM – World Organization of the Scout Moviment).

Informações adicionais podem ser obtidas no site http://www.escoteiros.org.br , inclusive o link para os escritórios regionais, que podem informar sobre a situação de cada grupo escoteiro.

About mrvolkweis

Escoteiro no Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS.

Posted on 11 de Julho de 2013, in Filosofia do movimento and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: