Escoteiro da Pátria, enfim o Henrique chegou lá

O distintivo “Escoteiro da Pátria” é considerado a mais alta distinção que um jovem pode conquistar no escotismo brasileiro. Instituido em 1921 pela extinta Associação dos Escoteiros Católicos, em outubro daquele mesmo ano já houve a primeira entrega. Posteriormente, a concessão passou a ser feita pela União dos Escoteiros do Brasil, entidade que uniu todas as associações escoteiras que existiam no Brasil, a partir de 1924 (1).

Após a criação do ramo Sênior (jovens de 15 a 17 anos), o título era concedido tanto para escoteiros, com o fundo verde, como para sêniores, com o fundo marrom. Em 1954, passou a ser concedido exclusivamente para o ramo Sênior, em fundo verde (1).

Fundado em 1 de maio de 1986, o grupo escoteiro Chama Farroupilha 183 registra pela primeira vez em sua história de quase trinta anos, a conquista deste distintivo por um de seus jovens. É o único distintivo especial que nunca havia sido conquistado por alguém deste grupo escoteiro.

No sábado, dia 24 de outubro de 2015, o jovem Henrique Tavares Schubert foi agraciado com a distinção, após uma longa caminhada no grupo escoteiro, iniciada em 2005, quando entrou para o grupo. Concedido pela Direção Nacional dos Escoteiros do Brasil, após detalhada análise de todos os requisitos necessários, indicação pelos próprios jovens da tropa, através de uma reunião chamada de Corte de Honra, pelo chefe do ramo Sênior no grupo, José Carlos Krause Lopes e pela Diretoria, Henrique recebeu das mãos do chefe Krause e do Diretor Distrital de Escotismo presente ao evento, Sérgio Senna, a merecida honraria.

Chefia se preparando

Chefia se preparando

Hasteamento

Hasteamento

Mesa composta

Mesa composta

 

Recebendo o diistintivo do Chefe Krause

Recebendo o distintivo do Chefe Krause

Certificado entregue pelo Diretor Distrital, chefe Sérgio Senna

Certificado entregue pelo Diretor Distrital, chefe Sérgio Senna

Para marcar o fato, o Grupo Escoteiro Chama Farroupilha lançou um lenço escoteiro especial, com bordado e fios de arremates dourados. Esse “Lenço Dourado” será oferecido apenas aos jovens que conquistarem os mais altos distintivos especiais no seu ramo, a saber: Cruzeiro do Sul (lobinhos), Lís de Ouro (escoteiros), Escoteiro da Pátria (sêniores e guias) e Insignia de B-P (pioneiros); e para aqueles adultos que receberem a Insignia da Madeira ou forem condecorados pelos Escoteiros do Brasil. São lenços numerados, acompanhados de certificado e que não estão à venda. Ao Henrique, coube o número 1.

henrique 5

Acompanhando o lenço, o certificado que atesta a propriedade e autenticidade, entregue pelo chefe Mateus Freitas, Diretor de Escotismo do grupo.

henrique 7

henrique 11

Parabéns ao Henrique e a sua família pelo feito inédito no Grupo Escoteiro Chama Farroupilha.

Henrique com seus pais, Zorika e Neni (Luis Henrique)

Henrique com seus pais, Zorika e Neni (Luis Henrique)

henrique 10
Fonte:
1 – A União, Boulanger, A., 2014.

About mrvolkweis

Escoteiro no Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS.

Posted on 27 de Outubro de 2015, in Histórias do Chama Farroupilha and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 3 comentários.

  1. Parabéns ao Henrique pela conquista e ao Grupo pelas iniciativas e organização. Att Lopes

  2. parabéns!

  3. Orgulho, hein? Bjos zorika e nenê.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: