Arquivos de sites

Linha do tempo do Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS

Ao longo destes anos, na linha do tempo do Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS, merecem destaque especial os seguintes fatos:

 

1985 Primeiras reuniões oficiais para a fundação do grupo
1986 Fundação do Grupo, primeiras promessas de adultos, escoteiros e lobinhos
1988 Aquisição dos terrenos do grupo

III AGP, Acampamento Geral de Patrulhas, Passo Fundo

1989 Primeira jornada de Primeira Classe, Eficiência II e Curso Avançado
1990 V Ajuri Nacional

Diploma da Câmara de Vereadores

1991 Acampamento Agripino, reorganização da tropa escoteira
1993 Jantar da Casa Velha – Reorganização da Diretoria

1° Acampamento The Flash (acampamento surpresa)

Acampamento Veneza (o mais longo até hoje, 4 dias)

1994 VII ERCHES (iniciou a participação do grupo em Jamborees)

9°. Jamboree Panamericano na Bolívia, Cochabamba

1995 Inauguração da sede

1°. Ação Escoteira, Veranópolis

1996 10°. Jamboree Panamericano na Guatemala, Muxbal

Acampamento dos 10 anos

2° Ação Escoteira, São Lourenço do Sul

1997 Primeiras Lis de Ouro: Adriel Oliveira Ferreira e Vagner Pinheiro Machado

Primeira Insignia da Madeira, Maurício Roth Volkweis

1998 19°. Jamboree Mundial Escoteiro, Chile

Primeiro Cruzeiro do Sul, Gabriel de Medeiros Aita

1999 Ho-Ho, tropa de escoteiros ingleses em Triunfo, hospedados com famílias
2001 XI Jamboree Panamericano no Brasil, Foz do Iguaçu
2002 Acampamento  Regional de Verão, Tramandaí

Primeira partida de um integrante para o Grande Acampamento

2006 I Acampamento Regional Setorial, Charqueadas
2007 21°. Jamboree Mundial Escoteiro, Inglaterra

Visita a Gilwell Park

Primeira medalha no grupo, chefe Saulo Radin, Gratidão Ouro

2008 Primeira participação no Troféu Grupo Padrão, já grau Ouro

Abertura do Clã Pioneiro

2009 Declaração de Utilidade Pública Municipal
2010 II AGAARS em Triunfo

Diploma de Reconhecimento da Câmara de Vereadores

Viagem a Caibaté, fundação do grupo e visita a Redução Jesuítica de São Miguel

2011 22°. Jamboree Mundial Escoteiro, Suécia

Primeiras Insignias de B-P: Daniel Henriques e Elvis Sarmento Silva

25 anos de fundação

2012 V Jamboree Nacional Escoteiro, Rio de Janeiro

Publicação do livro “Chama Farroupilha 183 RS 25 anos de história”

2013 Membro do grupo eleito Conselheiro Nacional, suplente

Membro do grupo integrando a Equipe Nacional de Relações Internacionais da UEB

Reinauguração da sede

2014 40°. Conferência Escoteira Mundial, Eslovênia
2015 VI Jamboree Nacional Escoteiro, Natal

Primeiro Escoteiro da Pátria, Henrique Tavares Schubert

Lançamento do Lenço Dourado

2016 30 anos de fundação

Troféu Araucária

2017 Acantonamento Regional de Lobinhos, Novo Hamburgo

 

Anúncios

Padrão Ouro, a longa trajetória do Chama Farroupilha 183 RS

O escotismo é um movimento voluntário, de educação extraescolar, para jovens, orientado por adultos. Localmente, as pessoas se organizam em grupos escoteiros, com as crianças e jovens divididos de acordo com a sua faixa etária.

O Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 RS, de Triunfo, conquista de forma consecutiva o troféu de excelência “Grupo Padrão, nível Ouro”, em uma certificação promovida pela União dos Escoteiros do Brasil para destacar os grupos que demonstram um padrão de excelência em diferentes quesitos organizacionais e de atividades, pelo período de um ano de avaliação.

O prêmio é oferecido nos graus Bronze, Prata e Ouro e iniciou em 2005. O Chama Farroupilha não participou nas primeira edições, iniciando sua trajetória em 2008 e já conquistando o Ouro logo na primeira participação e nos anos seguintes sempre manteve essa posição. Este é o segundo grupo escoteiro mais laureado do Rio Grande do Sul. O mais premiado é o Grupo Escoteiro Jacuí 33 RS, de Charqueadas, padrinho de fundação do Chama Farroupilha, que participa desde a primeira edição. Certamente o “dindo” pode se orgulhar de seu afilhado.
Nem todos os grupos podem participar, é necessário preencher vários quesitos prévios para entrar na disputa e só depois concorrer às posições, o que acaba envolvendo todas as pessoas que participam na unidade local. É necessário foco, atenção nas regras, monitoramento ao longo do ano e muitas atividades.
O grupo está com inscrições abertas, especialmente para jovens (meninos e meninas) de 10 a 12 anos, mas há vagas para todas as idades. Basta comparecer na sede do grupo, na Rua Vereador Adão Tavares da Silva 213, próximo ao Ginásio de Esportes, nos sábados, a partir das 13 h 30 min.
Na foto, parte do grupo acampando nos dias 17 e 18 de março de 2018, na Cabanha das Figueiras.

 

Acampamento da Chama Crioula

     Nos dias 10 e 11 de setembro de 2016, o Grupo Escoteiro Chama Farroupilha 183 realizou em Triunfo um acampamento para guarda e ronda da chama crioula, simbolo da Semana Farroupilha, centelha que representa as tradições e orgulho do povo gaúcho. Este ano, a chama crioula foi gerada em Triunfo, na Ilha do Fanfa, palco de um dos combates da Revolução Farroupilha, que também foi escolhida há 28 anos atrás para emprestar seu nome para uma  patrulha sênior do Chama Farroupilha.

dsc04107

     Contamos com a visita de uma patrulha de escoteiros do Grupo Escoteiro Charruas, de Porto Alegre e uma patrulha de seniores e guias do Grupo Escoteiro Jacuí, de Charqueadas, município vizinho também na região Carbonífera. A presença destes grupos abrilhantou a atividade e proporcionou excelente confraternização e a oportunidade de nossos jovens terem contato com escoteiros de outros lugares e grupos.

     O evento foi realizado no Parque Camboatá, mesmo local que há 30 anos foi realizada a primeira promessa do Chama Farroupilha. Este parque, que antigamente era palco de grandes eventos da comunidade Triunfense, como o Rodeio, o festival musical Escaramuça da Canção Gaudéria, Feira de Artesanato, Triunfo em Festa, etc, também já sediou um evento regional do ramo lobinho, o II AGAARS (Acantonamento Geral das Alcateias Amigas do Rio Grande do Sul), oferece uma excelente estrutura de acampamento remanescente daquela época.

dsc04224 dsc04207 dsc04160 dsc04164 dsc04199 dsc04204 dsc04175 dsc04210

     Foi uma atividade maravilhosa, onde as condições climáticas estavam perfeitas, tudo concorrendo para o sucesso do evento.

     Ao final, o Clã Pioneiro Chama Farroupilha foi homenageado pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (M.T.G.), órgão oficial que controla e orienta a prática e o culto as tradições riograndenses, com o pin dos 50 anos desta entidade pelos serviços prestados durante a recepção das delegações de diferentes municípios a Triunfo, em agosto, com visita guiada aos prédio históricos da cidade.

dsc04228

Clã Chama Farroupilha no momento do agradecimento recebido do M.T.G. (Movimento Tradicionalista Gaúcho)

dsc04233

Pin dos 50 anos do MTG, entregue a cada um dos membros do Clã Pioneiro Chama Farroupilha.

14344263_1160573990655677_159891611307644967_n

Distintivo da atividade

 

1°. Congresso Brasileiro de Educação Escoteira

     Será realizado no período de 5 a 7 de setembro de 2015 o 1°. Congresso Brasileiro de Educação Escoteira, na cidade de São Paulo, na Unidade USP Leste. Trata-se de um evento acadêmico, promovido pela União dos Escoteiros do Brasil (UEB), em parceria com a Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH USP), com apoio da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

    O tema do congresso é “Escotismo – Educação para a Vida” e o evento objetiva discutir e refletir a proposta educativa do Escotismo e do método escoteiro como instrumento de promoção de desenvolvimento pessoal de crianças, adolescentes e jovens. Dentre os palestrantes confirmados, destaque para os convidados internacionais João Armando Gonçalves, presidente do Comitê Mundial do Movimento Escoteiro, Eduard Vallory, presidente do Centro Unesco da Catalunha, Maria Elena Infante-Malachias, professora pela Universidade Metropolitana de Ciências da Educação do Chile e Héctor Carrer, psicopedagogo pela Universidad CAECE (Buenos Aires).

     O Congresso contemplará a apresentação de trabalhos e produção científica nas formas de Comunicação (apresentação oral de 15 minutos), Pôster (exposição em painel) ou Relato de Experiência (apresentação oral de 10 minutos), com a publicação nos Anais do evento. Os trabalhos poderão ser inscritos para avaliação até 31/07/2015 e as normas de apresentação e de envio dos originais para cada categoria estão disponíveis em http://escoteiros.org.br/arquivos/agenda/2015/congresso_brasileiro_educacao_escoteira/Normas_Gerais_para_inscricao_de_trabalhos.pdf

     A língua oficial do evento é o Português e não haverá serviços de tradução.

     As inscrições para o evento estão abertas até o dia 31 de julho, a qualquer interessado pelo e-mail eventos@escoteiros.org.br e para associados da União dos Escoteiros do Brasil através da plataforma SIGUE. 

O site oficial do Congresso pode ser visitado em http://escoteiros.org.br/congressodeeducacao/

Kit Felten

As vezes somos surpreendidos com a visita de antigos escoteiros na sede do Chama Farroupilha 183RS, que o ano que vem completará 30 anos de fundação. Muitos vem somente matar saudades, passear pela sede e procurar lembranças do período que foram escoteiros.

Mas muitos que agora estão afastados do escotismo, trazem de volta o material e memorabilia que acumularam no tempo em que foram membros juvenis. Distintivos, uniformes, boinas, chapéus, livros, cintos, material de grandes eventos, etc.

Foram muitas as vezes que perdemos a oportunidade de registrar estes momentos e agradecer pela preservação da memória escoteira. Aconteceu com Geleovir Freitas, Daniel Campos de Souza, João Medeiros, Moisés Rybar e alguns outros que assim o fizeram. Isto nos permitiu montar um pequeno museu na sala da Corte de Honra de nosso grupo. Por ser um ambiente de circulação restrita, há a desvantagem de somente monitores e sub terem contato com o material, por outro lado, proporciona uma sala realmente diferenciada, bem decorada e a preservação do material. Só lenços expostos já são mais de 70, todos resultado de doações.

Neste fim-de-semana que passou, foi a a vez de Vinícius Mendes Felten levar seu material e agora não perdemos a oportunidade de registrar o momento, para além de divulgar, agradecer ao Vini, que foi Escoteiro Lís-de-Ouro no Chama Farroupilha, participou do Jamboree Panamericano de Foz do Iguaçu e está a poucos meses de se formar em Odontologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sua família sempre participou muito do escotismo, seu pai foi Diretor-Presidente do Grupo e seu tio-avô, Silvio Machado Felten, além de ter sido presidente, também foi fundador do grupo, lá em 1986.

DSC_1369

Vinícius Mendes Felten junto com Leonardo Schmidt Costa, também ex-escoteiro do grupo, com o material levado.

DSC_1371

Obrigado ao Vinícius, que dentro das preciosidades trazidas, está um lenço do grupo dos primeiros lotes, quando o logotipo era pintado a mão pela sra. Lacy Carvalho.

Permanece o convite aos antigos escoteiros para que continuem visitando o Chama Farroupilha, são sempre bem-vindos.

Kit Leblon

O material será exposto na página Relicário, mas sua preciosidade e o fato de todas as peças estarem juntas, formarem um conjunto, faz com que mereça uma postagem individual, anunciando sua chegada, destacando estes itens de coleção, parte da memorabilia escoteira brasileira.

O material desta verdadeira “cápsula do tempo” repousa em uma pequena e delicada caixa de madeira dos “Productos Leblon”, produzidos em “Curityba”, Paraná. Esta caixa foi produzida pela tradicional Typografia Max Roesner e Filhos, que também era fábrica de caixas de papelão e se localizava no centro da cidade. Incluída a própria caixa, são 33 peças (), se considerar os 3 lobos como peça única (distintivos de promessa de lobinho), embora os 3 possam ser cortados e separados individualmente. Referindo-se aos distintivos, apenas 3 peças tem marcas de utilização. Há, também, 3 peças misteriosas que não puderam ser identificadas de pronto, inclusive duas parecendo não ser material escoteiro.

O lote pode ser visto em sua totalidade na imagem abaixo, e inclui até um Anel de Gilwell, assim como uma bússula, estrela de atividade de 3 anos de chefe, daquelas com ilhós para ser costurada no uniforme, outra estrela menor com dois pinos para fixação e um pequeno distintivo de lapela.

DSC_1301

Conjunto dos itens

DSC_1299

Tampa da cápsula do tempo

Merecem destaque os “irmãos gêmeos”, uma dupla de distintivos que exigiu alguma pesquisa para a sua definição, pois são Distintivos de Chefe com o Curso Básico Nacional, uma preciosidade que desconhecíamos:

 rte composto

A dupla de Gêmeos

A dupla de Gêmeos

Do mesmo período, há “os Quintuplos”, cinco distintivos de Primeira Classe do período de 1950, produzido ela empresa Helvetia, que existe há mais de 80 anos.

DSC_1275

Quintuplos

Desta mesma época é o distintivo e a plaqueta do II Ajuri Nacional, realizado na Ilha do Governador, em Tubiacanga, de 14 a 24 de fevereiro de 1957.

“ O ajuri nacional, do Rio de Janeiro, é o marco triunfal do ano escoteiro.”

DSC_1279

Detalhe da plaqueta:

DSC_1281

 

Os listéis estaduais em branco, assim como o listel de grupo, este feito de cadarço serigrafado, também eram empregados na década de 1950.

DSC_1276

Entre 2 e 8 de Janeiro de 1964 aconteceu o I Acampamento Nacional de Sêniores, em Cachoeira do Sul (RS) e este é o respectivo distintivo.

DSC_1286

I Acampamento Nacional de Sêniores, em Cachoeira do Sul (RS),  de 2 a 8 de janeiro de 1964.

Os 5 irmãos, Distintivos de grupo e região, em plástico, utilizados no período de 1960, de diferentes unidades escoteiras locais. O Relatório da Comissão Executiva da Região do Rio Grande do Sul, de março de 1958 identifica os seguintes grupos e numerais:

18 – Tupanciguara, de Santa Maria;

20 – do Ar Tupanciretã, da mesma cidade;

33 – Tupinambá, de Erechim;

43 – Coroados, de São Leopoldo;

85 – Não consta nesse relatório.

Portanto, poderá haver alguma discrepância entre os números e os grupos já que não sabemos o ano de fabricação de cada um deles e poderá haver variações.

DSC_1289

Em 1967, o Rio de Janeiro sedia o primeiro Jamboree Panamericano, do qual estão presentes o chaveiro e uma cédula de Tamoio, o dinheiro do evento.

DSC_1304

Atividade de crescimento, o Expansão 70, onde os grupos escoteiros eram estimulados a promover diferentes ações de captação e visibilidade do escotismo, está presente com o distintivo de Promotor.

DSC_1273

Há dois topes de boina, o esmaltado com padrão anos 50-60, pois já consta esta descrição no Regulamento Técnico já citado e o outro que certamente é anterior.

DSC_1284

Os “irmãos siameses” nasceram unidos e assim permaneceram por toda a sua vida:

DSC_1274

O distintivo de lapela, além de muito pequeno e delicado está bastante desgastado.

DSC_1305

Única peça estrangeira, o distintivo da associação japonesa aparenta também ser de algumas décadas atrás e insiste em permanecer enrolado.

DSC_1293

Duas estrelas diferentes, uma de três anos de chefe e outra que parece ser de progressão do ramo Lobinho.

DSC_1295

Sobram, ainda, as 2 peças misteriosas que não parecem escoteiras:

DSC_1290

Ainda sob pesquisa…

DSC_1301

Semelhante a um pin, com as iniciais JPG

Concurso

A votação é livre para todos, somente um voto por IP.

Basta entrar no site http://concursocobras.blogspot.com.br  e votar.

Eu mesmo estou concorrendo e conto com o teu voto, a votação encerra em 30 de novembro.