Arquivos de sites

77 Reunião do Conselho de Administração Nacional

Nos dias 30 e 31 de agosto ocorreu a 77°. Reunião do Conselho de Administração Nacional , no campo-escola do Distrito Federal, com pouco mais de 30 pessoas presentes, incluindo os visitantes, pois a reunião é pública.

Neste espaço será apresentado a lista de temas discutidos e a rotina da reunião, bem como algumas ilustrações da dinâmica dos trabalhos. As decisões e resultados das votações serão oficialmente publicadas na Ata da reunião, que é o documento adequado para este propósito.

can3

can2

30/08 – Abertura dos trabalhos as 10 hrs, pontualmente no horário agendado.

  • Saudação a bandeira, reflexão.
  • Justificativas de ausência e atraso. Convocação da suplência. Convite a Fernando Brodeschi, novo membro do Comitê Mundial, para participar dos trabalhos.

  • Ratificação das votações já ocorridas pela internet.

  • Aprovação da pauta (agenda), para a reunião.

  • Informes da DEN:
    – Aumento do apoio ao CCME, Estudo de novo Termo de cooperação entre CCME e o Escritório Nacional. Manifestações dos conselheiros sobre o tema e aprovação da demanda.
    – Jamboree Nacional –  4110 inscritos até agora. Jamboree Mundial do Japão tem 605 brasileiros inscritos até agora.
    – Resultado financeiro do Moot Interamericano – Pequeno lucro, revertendo a expectativa de prejuízo.
    – Mobilização de recursos, estratégias de captação e primeiros resultados. Há duas pessoas além do Secretário-Geral trabalhando nessa área. Possibilidade de captação em diversas frentes. Para as Leis de Incentivo, identificando-se empresas que trabalham com lucro real.
    – Informes do Comissário Internacional: ILT (Interamerican Leadership Training, projeto de 10 anos, cada curso com duração de uma semana) possibilidade futura do Brasil sediar este evento e resultado da seleção nacional; Conferência Mundial, relatório preliminar, a maior delegação do Brasil em um evento desta natureza; Jamboree Mundial do Japão e CUMBRE Interamericana que será em outubro 2015, em Cancun.
    – Vídeo Escotismo Amazônico, passado na Conferência Mundial e sua repercussão internacional.
    – Efetivo e crescimento, apresentado pelos conselheiros Cristine Ritt e Altamiro Vilhena.
    – Programa educativo, avanços realizados. Estudos sobre aplicativo para avaliar progressão pessoal. Diversos temas reportados. Gestão de adultos com revisões de diretrizes para a formação de adultos. CF’s realizados. Ferramenta EAD para decisão e aplicação pelas regiões escoteiras para composição modular, de acordo com a escolha do diretor do curso. Mensageiros da Paz – lançar projetos na plataforma do MoP para pontuação do Grupo Padrão. Relatos sobre o Joti, Mutcom e Muteco.
    – Informes diversos – contratação de gerente comercial sênior, valor vestuário, conjuve e conanda, acompanhamento da Região de Pernambuco, Encontro de profissionais escoteiros, Lançamento dos editais Aventura Sênior Nacional 2016 e Jamboree Nacional 2018.

  • Intervalo do almoço 

  • Reinício dos trabalhos – Discussão do projeto do novo estatuto, coordenação do Chefe Alessandro Garcia. Considerações sobre votos ou não da rede de jovens. Apresentação de nova estrutura nacional, que foi rejeitada. Debate exaustivos de diversos itens.

  • Jantar

  • Continuação da discussão do estatuto. Encerramento dos trabalhos as 21 hs.

can1

  • 31/08 – 8 h 25 min

  • Bandeira, reflexão

  • Apresentação de Fernando Brodeschi sobre estratégias da WOSM. Visão dos 100 milhões, participação juvenil.

  • Relatos dos grupos de trabalho. Posicionamento Institucional – Conselheiro Altamiro – pesquisa da homoafetividade disponível no Meu Sigue, resultados parciais; Planejamento estratégico – Conselheiro Jonathan – oficina no Congresso Nacional de Belo Horizonte, 28 participantes. Após, não houve avanços. Cronograma de trabalho com datas finais a ser definido; Resoluções do CAN – Conselheiros Winder e Júlio – Apresentação das propostas, com 13 resoluções elimidadas, proposta de fusão e aperfeiçoamento de 3 outras de propriedade intelectual, fusão de 2 resoluções de procedimento disciplinar; Avaliação – Conselheiro Rogério e Secretário-geral Davi – Estabelecendo programas de informática para as respostas, em diferentes níveis.

  • Informes da Rede Nacional de Jovens Líderes – Jovens Mariana Bastos e Leandro Lunelli. Relato do XIX Fórum de Jovens em Belo Horizonte, com 14 regiões presentes, Fórum Mundial de Jovens na Eslovênia e a intensa participação brasileira, Encontro Nacional de Jovens Líderes de 2014, em Brasília, 4 vagas por região, a ser realizado no campo escola do Distrito Federal. Projetos executados e em andamento.

  • Informes da Comissão de Recompensas e condecorações – Conselheiros Sônia Jorge e Vendramini.

  • Informes das áreas geográficas, pelos seus representantes.

  • Resolução sobre abertura de novos grupos escoteiros situação de registro e seguros para grupos recém-abertos. Discussão de ações.

  • Atividades externas das Unidades Escoteiras Locais

  • Vestuário das modalidades

  • Escolha e votação do próximo local para a 78 reunião do CAN

canJPG

Anúncios

Uma Reunião do CAN

Nos dias 23 e 24 de novembro ocorreu a 75°. Reunião do Conselho de Administração Nacional , no campo-escola do Distrito Federal, com pouco mais de 30 pessoas presentes, incluindo os visitantes, pois a reunião é pública.

Neste espaço será apresentado a lista de temas discutidos e a rotina da reunião, bem como algumas ilustrações da dinâmica dos trabalhos. As decisões e resultados das votações serão oficialmente publicadas na Ata da reunião, que é o documento adequado para este propósito.

DSC05964

A reunião iniciou no sábado pela manhã, foram tratados os seguintes assuntos:

Manhã

  • Informes da Diretoria Executiva Nacional – Abordados mais de seis assuntos diferentes, incluindo a formação de um Grupo de Trabalho para apresentar resultados no outro dia sobre admissão de adultos;
  • Crescimento dos Escoteiros do Brasil, números de todo o  país.
  • Resultados das reuniões da Diretoria Executiva Nacional. Informações sobre o Plano de Crescimento. Informes sobre a última reunião do Conselho Consultivo realizada. Formação da nova Equipe Internacional – 40 respostas no site e demais informações, foram selecionados 18 membros, além do Comissário Internacional.
  • Apresentação do Chefe Fernando Brodeschi.

DSC05967

  • Informações sobre a organização do Jamboree Nacional de 2015 que já conta com 1646 inscritos.
  • Relato da visita a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, uma parceira histórica do escotismo mundial. Apresentação da  Cartilha de combate a drogas Papo Reto e o tema de 2014 lançado previamente no site.
  • O Conselheiro Jonathan Govier  relatou sua participação no Global Support Team e a participação da  SGS – empresa de certificação – que fará avaliações de diversas associações nacionais.
  • Informes das Áreas Geográficas do país.
  • Intervalo para almoço

Tarde de sábado:

DSC05970

  • Discutido maneiras de evitar informações desencontradas e ainda não aprovadas pelos canais competentes.
  • Debate sobre o CATAR – Jovem.
  • Comissão de Recompensas e Condecorações apresentou seus relatórios referente aos processos recebidos.
  • Grupo de Trabalho de Comunicação e Transparência apresentou diversos andamentos e adequações, que foram debatidos.
  • Apresentação da análise da política comercial da instituição, feita pelo Sebrae, conforme consta no Planejamento Estratégico.
  • Informações e votações referentes ao Registro de 2014.
  • Discussão e aprovação do orçamento para 2014.
  • Resolução das atividades nacionais. Discussão sobre valores de cotas de inscrição em eventos. Criação de um grupo de estudos para avaliação de valores de inscrição.

Domingo 24/11

Manhã

  • Os grupos de trabalho apresentaram suas ações: GT Planejamento estratégico, conselheiro Jonathan informou sobre o trabalho de revisão, baseado no BSC – Balanced Scorecard. Missão, visão, valores; GT Resoluções do CAN – Conselheiro Winder informou que são 60 resoluções em processo de revisão. GT Avaliação, Conselheiro Rogério, descreveu diversas frentes de acompanhamento do planejamento estratégico, benchmarketing, sigue, compartilhamento de informações. GT Posicionamento Institucional – Conselheiro Altamiro, informou que o grupo neste momento está trabalhando sobre a questão da homoafetividade.
  • Resolução que regulamenta a prática do escotismo, análise, discussão e votação.
  • Resolução que regulamenta o ingresso de novo membros adultos, fundamentalmente o caráter criminal e documentos necessários.
  • Informes da Rede Nacional de Jovens Líderes, que realizará encontro em São Paulo, em 7 e 8 de dezembro.
  • Comissão Estatuinte, relatos da Conselheira Cristine sobre a evolução dos trabalhos.
  • Revisão da resolução de condecorações e recompensas.
  • P.O.R., apresentada a versão final pelo Gerente Sênior de Métodos Educativos, Luiz Cézar Horn.
  • Resolução para a transição de distintivos antigos para os novos.
  • Apresentação de atividades de formação no Escotismo Amazônico, apresentado pelo Conselheiro Altamiro.
  • Fim
DSC05975

Parte dos presentes na 75° Reunião do CAN

CANdidato a Conselheiro Nacional

2

Amigos,

Após a aprovação na Assembléia Regional como candidato do RS ao Conselho de  Administração Nacional, gostaria de me apresentar e justificar minha candidatura.

Por que ser candidato?

     Quero ser Conselheiro Nacional porque acredito que posso contribuir para a melhoria e crescimento do escotismo brasileiro. Não escolhi ser escoteiro, como a maioria de nós que foi levado pelos pais ou amigos para um grupo. Eu nasci em uma família escoteira, portanto já estava completamente envolvido. Fui absorvido. Sou a terceira geração de escoteiros da família, portanto, desde bebê já convivia com o movimento. De promessa conto 32 anos de escotismo. 

     Este resgaste histórico é para mostrar que o escotismo é parte constante da minha vida e nunca ficou limitado às tardes de sábado, embora isto por si só não signifique que eu seja mais qualificado, apenas muito dedicado e envolvido.

     Nunca deixei de trabalhar com os jovens, portanto, mais que um teórico ou acadêmico do escotismo, sou um chefe de tropa, acostumado a ouvir os jovens, particularmente as Cortes-de-Honra, que penso ser uma das idéias mais geniais de Baden-Powell. Mesmo minhas experiências internacionais escoteiras foram chefiando tropas, acompanhando os jovens.

     Minha formação de chefe, está concluida desde 1996 com a Insígnia da Madeira e na ânsia de escrever e expor idéias, iniciei este blog há mais de ano. Também escrevi um livro com 190 páginas contando os 25 anos de história do Chama Farroupilha, um grupo escoteiro do interior e que é um sucesso em sua comunidade, porque pensamos que o escotismo tem que estar voltado para a sua comunidade.

     Gostaria de um Conselho Nacional que mostrasse seu trabalho não somente através das atas e resoluções, mas também de uma maneira informal, direta e objetiva.

    Acredito que o longo caminho de crescimento que o escotismo brasileiro tem que trilhar, se comparado a qualquer país do mundo, está baseado nos grupos escoteiros e no que as administrações centrais podem apoiar e oferecer.

     Tenho muitas intenções, que incluem nossa experiência profissional com o ensino de pós-graduação e a longa vivência escoteira que acumulamos com os anos contínuos e sem interrupção de trabalho. Neste momento gostaria de apresentar minha candidatura nacional, convidar aos interessados para que visitem o blog porque estou escrevendo nele há mais de um ano e talvez seja esta a melhor maneira das pessoas me conhecerem.

Qual minha vida escoteira?

    Membro Juvenil:

Promessa em outubro de 1981, como lobinho.

Escoteiro Lís-de-Ouro.

Transferência em 1987 para o GE Chama Farroupilha 183 RS.

     Cargos mais relevantes no grupo escoteiro:

Assistente e Chefe de Tropa de Escoteiros.

Diretor de Escotismo.

Mestre Pioneiro.

     Formação escoteira, reconhecimentos e produção:

Insígnia da Madeira em novembro de 1996.

Membro da Equipe Regional de Formação de 1997 a 2000.

Condecorado com a Medalha de Bons Serviços, Grau Ouro.

Condecorado com a Medalha de Gratidão, Grau Bronze.

Autor do livro “Chama Farroupilha 25 anos de história”, 190 p., ed. Corag, 2012.

Distintivo de Semeador em 2010.

Membro da Ordem da Flor de Lis, grau Prata.

Sócio do Centro Cultural da Memória Escoteira (Rio de Janeiro).

     Principais atividades escoteiras:

Jamboree Farroupilha Cone Sul (1986, escoteiro)

V Ajuri Nacional (1990, sênior)

9° Jamboree Panamericano, Bolívia (1994-95, Assistente de Tropa)

10° Jamboree Panamericano, Guatemala (1996, Chefe de Tropa)

19° Jamboree Mundial, Chile (1998-99, Chefe de Tropa)

11° Jamboree Panamericano, Brasil (2001, Assistente de Tropa)

21° Jamboree Mundial, Inglaterra (2007, Chefe de Tropa)

22° Jamboree Mundial, Suécia (2011, Chefe de Tropa)

5° Jamboree Nacional, Rio de Janeiro (2012, Assistente de tropa)

Minha vida pessoal?

Não sou adepto do Facebook, portanto não adianta me procurar lá.

Assembléia Regional Escoteira 2013

A Assembléia Regional de 2013 da Região do Rio Grande do Sul foi realizada neste domingo, em um ambiente de intensa confraternização e amizade.

Presidida pelo Chefe José F. Machado, que daqui a um mês completará 80 anos, transcorreu com excelente dinâmica e um público que superlotou o auditório da Academia de Polícia Militar.

A chapa única com a formação de Márcio Sequeira da Silva para Presidente e para Diretores Breno Nunes Dias, Paulo Vinícius de Castilhos Palma, Rebeca Pizzi Rodrigues e Ricardo Silva de Freitas foi eleita por aclamação.

Para a Comissão Fiscal Regional foram eleitos Mario Henrique Peters Farinon, Nelson Zepka Senna e Osório Flores Coronel.

Para a Comissão de Ética e Disciplina Regional foram eleitos Carlos Alexandre Bueno, José Carlos Petró e Marlon Benites de Souza.

Como Delegados para a Assembleia Nacional da UEB foram eleitos: Cláudio Bressiani, Eduardo Eichenberg Furaste, Francisco José Vergara Ferreira, Glacy Robaina Bressiani, Maurício Roth Volkweis, Mauro Luis Borges Matiotti, Osório Flores Coronel, Paulo Roberto Siebiger, Ricardo Guerra Lazzarotto e Ricardo Kontz.

Como candidato ao Conselho de Administração Nacional foi escolhido por aclamação Maurício Roth Volkweis. O chefe Mário Henrique Peters Farinon também era candidato e gentilmente retirou sua candidatura a nosso favor.

DSCN5877[1]
Candidatos eleitos momentos antes de renovarem sua promessa escoteira, todos juntos no palco.

Dentre outros assuntos, foram entregues os troféus Grupo Padrão, e o grupo escoteiro Chama Farroupilha 183 RS recebeu pelo sexto ano consecutivo o troféu Padrão Ouro.

DSCN5850[1]

Integrantes do Chama Farroupilha 183 recebendo o troféu das mãos de Nelson Senna e Wilma Schiefferdecker

Eleições

Eleições

urna_de_voto06

     Dia 24 é o dia de nossas eleições escoteiras, quando escolheremos a Diretoria Regional (equivale ao nosso Governador) para os próximos 3 anos. Além destes também votaremos para eleger o Conselho Fiscal, a Comissão de Ética e Disciplina e o candidato do Rio Grande do Sul ao Conselho de Administração Nacional (CAN). Este último para concorrer nas eleições nacionais, em Recife, no final de abril.

     Esta eleição é por delegados e cada grupo escoteiro tem direito a pelo menos 2 votos, podendo ser mais de acordo com o tamanho do grupo.

     Apoiamos a chapa liderada pelo chefe Márcio Sequeira, composta por Rebeca Pizzi Rodrigues, Paulo Palma, Ricardo Freitas e Breno Dias. Individualmente, sou candidato a concorrer para Conselheiro Nacional.

     As inscrições se encerraram dia 13, quarta-feira, mas o Escritório Regional do Rio Grande do Sul não divulga nem os nomes nem a quantidade de candidatos inscritos para concorrer para cada cargo, nem no site nem por contato pessoal. Portanto, não sabemos o tamanho deste processo eleitoral. Só a Diretoria Regional sabe quantos e quais são os candidatos.

     Como estou concorrendo, gostaria de reafirmar meu compromisso, expondo algumas idéias.

     Quero ser Conselheiro Nacional porque acredito que posso contribuir para a melhoria e crescimento do escotismo brasileiro. Não escolhi ser escoteiro, como a maioria de nós que foi levado pelos pais ou amigos para um grupo. Eu nasci em uma família escoteira, portanto já estava completamente envolvido. Fui absorvido. Sou a terceira geração de escoteiros da família, portanto, desde bebê já convivia com o movimento. De promessa conto 32 anos de escotismo. Meu avô, chefe de grupo, morava ao lado da sede, isto quando ela foi construída, porque a primeira delas foi seu antigo galpão aviário, no pátio da casa. A família Roth é escoteira desde 1941.

     Este resgaste histórico é para mostrar que o escotismo é parte constante da minha vida e nunca ficou limitado às tardes de sábado, embora isto por si só não signifique que eu seja mais qualificado, apenas muito dedicado e envolvido.

     Nunca deixei de trabalhar com os jovens, portanto, mais que um teórico ou acadêmico do escotismo, sou um chefe de tropa, acostumado a ouvir os jovens, particularmente as Cortes-de-Honra, que penso ser uma das idéias mais geniais de Baden-Powell. Mesmo minhas experiências internacionais escoteiras foram chefiando tropas, acompanhando os jovens.

     Contudo, não deixei de completar a formação do chefe, concluindo em 1997 a Insignia da Madeira e na ânsia de escrever e expor idéias, iniciei este blog há mais de ano e escrevi um livro contando os 25 anos de história do Chama Farroupilha, um grupo escoteiro do interior e que é um sucesso em sua comunidade, porque pensamos que o grupo tem que estar voltado para a sua comunidade.

     Gostaria de um Conselho Nacional que mostrasse seu trabalho não somente através das atas e resoluções, mas também de uma maneira informal, direta e objetiva. Esta é uma promessa de campanha, expor neste blog resumos informais das reuniões, impressões pessoais e palpites. Afinal, as reuniões são públicas. Uma das muitas sugestões que ouvi durante esta campanha visitando grupos, Indabas e reuniões de ramo foi o acesso direto e objetivo à informação.

     Também acredito que o longo caminho de crescimento que o escotismo brasileiro tem que trilhar, se comparado a qualquer país do mundo, está baseado nos grupos escoteiros e no que as administrações centrais podem apoiar e oferecer. Assim fizemos nosso grupo crescer, tanto no patrimônio humano quanto imobiliário e financeiro.

     Recentemente eleito como Papa Francisco, o Cardeal Bergoglio sempre insistiu com os religiosos argentinos, particularmente as freiras, para que “saíssem e caminhassem pelas ruas”, convicto de que, “se a igreja não sair de si, perecerá”. Pensamos também que o escotismo precisa se voltar para a sociedade, sair das sedes e escritórios, aparecer espontaneamente e não apenas a convite. Somente assim despertaremos o interesse daqueles que nos rodeiam, da mídia, da população, para aquilo que fazemos.

     Tenho muitas intenções. Neste momento gostaria de reforçar minha candidatura, convidar aos amigos para que visitem este blog porque estou escrevendo aqui há mais de um ano e talvez seja esta a melhor maneira das pessoas me conhecerem, e que também é um canal aberto para qualquer escoteiro me achar e conversar comigo, mesmo que não tenha meu email ou número de telefone.

     Mas, principalmente, enfatizar a questão da transparência, uma das principais bandeiras da chapa “O Escotismo que queremos”. As pessoas precisam saber de forma fácil e acessível, precisam ter acesso a informação, precisam saber como votar, como se candidatar, quem tem direito, como fazer para ter direito, quantos candidatos são. Se não conhecermos previamente todos os candidatos, como poderemos escolher serenamente, com calma e ponderação. Delegados de grupo precisam ouvir as bases que o elegeram, pois representam as famílias. Democracia e processo democrático. Voto é coisa séria. Sem informação, não nos sentimos parte do processo e não crescemos.

Por fim, e para reflexão, lembremo-nos de dois artigos de nossa Lei que juramos obedecer e pautar nossas vidas: “O escoteiro tem uma só palavra, sua honra vale mais que a própria vida; O Escoteiro é LEAL.”

SAPS

urna-eleicao-330x200

CAN, Direção Regional e Indaba Distrital

O 3°. Distrito Escoteiro do Rio Grande do Sul realizou sua primeira Indaba do ano, para o planejamento inicial de 2013, marcando o início dos trabalhos para o ano corrente.

O evento, coordenado pelo Comissário Distrital Sérgio Senna, foi realizado no agradável e interessante Museu do Carvão, na cidade de Arroio dos Ratos e teve como anfitrião o Grupo Escoteiro Cerro da Raposa.

DSCN5157

Ao final do encontro, o chefe Márcio Sequeira, candidato a Diretor Regional na Assembléia Regional de 24 de março de 2013, esteve presente para conversar com os demais chefes, explicar a proposta de trabalho da chapa candidata, mas principalmente ouvir as idéias e necessidades das pessoas presentes.

DSCN5164

Da mesma forma, como membro do 3°. Distrito e candidato a representante gaúcho para a eleição ao Conselho de Administração Nacional (CAN), eu também estive presente, reforçando a afinidade de pensamento e trabalho com a chapa concorrente, em um encontro que julgamos muito proveitoso.

Houve longo debate e troca de idéias referentes a como podemos melhorar o escotismo que praticamos, onde muitas opiniões e sugestões importantes foram colhidas.

DSCN5167

 

DSCN5166

Candidato ao CAN

Em 24 de março de 2013, domingo, teremos a Assembléia Regional, no Rio Grande do Sul. Neste ano será eleita uma nova diretoria e também caberá a Assembléia indicar um nome para concorrer como candidato do Rio Grande do Sul ao Conselho de Administração Nacional (CAN). O CAN terá a troca de 7 conselheiros, que serão eleitos na Assembléia Nacional, em Recife, no final do mês de abril.

O chefe Márcio Sequeira, do Grupo Escoteiro Arno Friedrich, é candidato a Diretor Regional e lidera um grande grupo de pessoas que está trabalhando na construção desta candidatura, mas, principalmente, em um plano de trabalho e metas para a nova gestão. Brevemente, as propostas estarão expostas na página http://escotismoquequeremos.org.br/

Estas pessoas entenderam que seria importante um Conselheiro Nacional em sintonia com a proposta da Direção Regional, construindo uma candidatura desde a base e trabalhando junto neste processo.

Fui convidado a concorrer na Assembléia Regional como candidato ao CAN. Após consultar minha família e minha consciência, aceitei e me comprometi com o grupo.

“O escoteiro tem uma só palavra, sua honra vale mais que a própria vida”.

Portanto, amigos, sou candidato a Conselheiro Nacional, no CAN.

Minha vida escoteira, experiência e meus pensamentos estão parcialmente expostos neste blog que existe há um ano, embora eu seja escoteiro há 32 anos. Penso que posso contribuir, principalmente por ser um escoteiro muito ativo e atuante, que sempre trabalhou com os jovens.

Meu nome está a disposição para servir o escotismo brasileiro de forma mais ampla. Conto com a colaboração de todos.